Tropas ucranianas recuam em Kharkiv após ofensiva russa
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Maio 15, 2024

Maio 15, 2024

BBC

A Ucrânia retirou as suas tropas de várias aldeias na região fronteiriça de Kharkiv após uma pressão contínua das forças russas. Os soldados foram alvo de intenso fogo e deslocaram-se para “posições mais vantajosas” em duas áreas da região nordeste, disse um porta-voz militar. Ao longo dos dois anos de guerra, a Ucrânia tem usado este tipo de linguagem para significar um recuo.

O presidente Volodymyr Zelensky cancelou todas as viagens internacionais previstas enquanto as tropas lutam para conter a nova incursão transfronteiriça, com várias cidades e aldeias a serem alvo de intenso fogo.

O seu porta-voz de imprensa, Sergiy Nykyforov, disse que o presidente “instruiu que todos os eventos internacionais agendados para os próximos dias sejam adiados e que novas datas sejam coordenadas”.

Moscou afirmou que as suas forças agora controlam mais duas localidades na região – Lukyantski e Hlyboke – e a aldeia de Robotyne, na região sul de Zaporizhzhia. Mas a Ucrânia diz que o seu exército ainda controla a maior parte de Roboytne, relata o site de notícias Ukrayinska Pravda, citando um porta-voz de uma brigada do exército que luta na região.

“Na verdade, [as tropas russas] estão apenas nos arredores”, disse Serhiy Skibchyk ao site. “Dentro da aldeia, ainda temos as nossas posições.” Robotyne foi uma das poucas localidades que Kiev reconquistou na sua contra-ofensiva de verão do ano passado.

Um porta-voz do exército ucraniano disse que a decisão de mover as tropas das áreas de Lukyantsi e Vovchansk foi tomada para “preservar as vidas dos nossos militares e evitar perdas”.

A captura de Vovchansk, embora não tenha uma importância militar específica, representaria um golpe para a moral ucraniana. O porta-voz militar disse que a situação “continua difícil”, mas insistiu que as suas forças não estão “permitindo que os ocupantes russos ganhem um ponto de apoio”.

Num comunicado na quarta-feira, às 13:30 hora local ( 10:30 de Bissau), o exército disse que houve três confrontos na região de Kharkiv, e as forças russas estavam a atacar na direção de Lyptsi, aproximadamente a meio caminho entre a cidade de Kharkiv e a fronteira russa. O comunicado acrescentou que dois ataques atingiram as aldeias de Lyptsi e Mala Danylivka – enquanto as forças ucranianas “repeliram” um ataque em Vovchansk.

O chefe de inteligência da Ucrânia, Kyrylo Budanov, tinha dito anteriormente que as tropas tinham estabilizado a linha da frente.

Milhares de civis fugiram para o oeste nos últimos dias em direção à segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv – incluindo da cidade de Vovchansk, localizada a 74km (45 milhas) de distância.

Oleksiy Kharkivskiy, chefe da polícia de Vovchansk, disse nas redes sociais que os combates eram intensos e que as forças russas estavam a estabelecer posições dentro da cidade. “A situação é extremamente difícil. O inimigo está a tomar posições nas ruas da cidade de Vovchansk”, disse.

Kyiv enviou reforços para a região mais ampla de Kharkiv após a incursão de sexta-feira – vista como um dos ataques terrestres mais significativos da Rússia desde que lançou a sua invasão em grande escala do país em fevereiro de 2022.

“Estão a ser destacadas forças adicionais e existem reservas”, disse o gabinete do presidente Zelensky na quarta-feira.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, anunciou uma ajuda militar adicional de $2 mil milhões para o esforço de guerra ucraniano durante uma visita a Kyiv. Blinken disse aos repórteres na quarta-feira que o fundo forneceria armas “hoje” e investiria na base industrial da Ucrânia. “Estamos a enviar munições, veículos blindados, mísseis, defesas aéreas para chegarem às linhas da frente”, disse Blinken. “Passámos por tempos difíceis juntos, tenho toda a confiança de que juntos vamos superar estes momentos difíceis.”

Isso vem semanas depois de o Congresso dos EUA ter aprovado um pacote de ajuda de $61 mil milhões no mês passado.

Longe de Kharkiv, a Rússia disse anteriormente que tinha fechado temporariamente dois grandes aeroportos na região sudoeste de Kazan após ataques direcionados de drones ucranianos. A Ucrânia não comentou o ataque.

A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Maria Zakharova, disse também na quarta-feira que os ataques ucranianos na região fronteiriça de Belgorod, na Rússia, eram uma demonstração da “criminalidade” de Kyiv e das potências ocidentais que o apoiam. Ao contrário do território ucraniano que a Rússia ocupa, Kyiv concordou relutantemente com os aliados ocidentais em não usar os mísseis que fornece em alvos dentro da própria Rússia.

RTB/BBC

Artigos relacionados

Aumenta para 149 o Número de Mortos devido às Chuvas no RS

Aumenta para 149 o Número de Mortos devido às Chuvas no RS

CNN O número de pessoas mortas em consequência das chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul nas últimas duas semanas subiu para 149. De acordo com o balanço da Defesa Civil divulgado no início da noite desta terça-feira (14), o estado ainda registra 112 desaparecidos...

Primeiro-Ministro Eslovaco é Alvejado e Gravemente Ferido

Primeiro-Ministro Eslovaco é Alvejado e Gravemente Ferido

NPR PRAGA — O Primeiro-Ministro Eslovaco, Robert Fico, encontra-se em estado crítico após ter sido ferido a tiro durante um evento político na tarde de quarta-feira, de acordo com o seu perfil no Facebook. O líder 59 anos, foi atingido no estômago depois de quatro...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE