Rússia: Presidente considera propostas africanas para solução da guerra na Ucrânia.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Geraldo C

Julho 28, 2023

Julho 28, 2023

São Petersburgo, Rússia, 28 jul 2023 TV BANTABA– A Rússia está a examinar cuidadosamente as propostas africanas para se encontrar uma saída para a guerra na Ucrânia, disse hoje o Presidente russo, Vladimir Putin, na segunda Cimeira Rússia-África, em São Petersburgo.

“Tomemos, por exemplo, a iniciativa tomada por alguns Estados africanos para resolver a crise ucraniana. É um problema sério e não podemos ignorá-lo”, disse Putin a vários altos funcionários africanos.

“Isto significa muito, porque antes as missões de mediação eram monopolizadas por países com as chamadas democracias avançadas. Agora, África também está disposta a ajudar a resolver problemas que parecem estar fora da sua área de interesse prioritário”, afirmou.

“Respeitamos as vossas iniciativas e estamos a estudá-las cuidadosamente”, acrescentou Putin, citado pela agência francesa AFP.

A cimeira Rússia-África realiza-se mais de uma semana após ter expirado o acordo que permitia a exportação de cereais ucranianos através do Mar Negro, causando preocupação entre os países africanos.

Em meados de junho, uma delegação africana deslocou-se à Ucrânia e depois à Rússia para oferecer mediação no conflito ucraniano, mas sem obter resultados imediatos.

A Ucrânia rejeitou a oferta africana, argumentando que esta congelaria o conflito sem garantir a saída das tropas russas.

O Kremlin (Presidência russa) descreveu o plano africano como “muito difícil de implementar”, mas disse na altura que Putin tinha “mostrado interesse em examiná-lo”.

As propostas de paz africanas incluíam o desanuviamento de ambos os lados, o reconhecimento da soberania dos países, tal como reconhecido pela ONU, e garantias de segurança para todas as partes.

Kiev exige a retirada das tropas russas do seu território, incluindo da Crimeia, ocupada desde 2014, como condição para eventuais conversações que possam conduzir ao fim da guerra iniciada com a invasão russa de 24 de fevereiro de 2022.

Moscovo tem respondido que as autoridades de Kiev têm de se adaptar às novas realidades, numa referência à integração não reconhecida das regiões ucranianas de Kherson, Zaporijia, Donetsk e Lugansk, além da península da Crimeia, na Federação Russa.

RTB/Lusa

Artigos relacionados

Armando Lona detido pela polícia.


Armando Lona detido pela polícia.

O  Coordenador da Frente Popular, Armando Lona, está detido pelas forças de ordem, na sequência da manifestação pacífica deste sábado, 18, em Bissau. Também, para além da Presidente da Associação Juvenil para Promoção e Defesa dos direitos humanos, a CFM soube da...

Gibril Bodjam detido em Gabú

Gibril Bodjam detido em Gabú

Ativista Social Gibril Bodjam detido esta manhã pela Policia de Ordem Pública de Gabú durante conferência de  imprensa na sequência da marcha...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE