Presidente Sissoco pede propostas dos partidos face à caducidade da CNE.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Novembro 17, 2022

Novembro 17, 2022

O Chefe de Estado guineense Umaro sissoco Embalo ouviu esta quarta-feira (17.11) os partidos políticos com assento parlamentar, Comissão Nacional das Eleições e Gabinete Técnico de Apoio ao Processo eleitoral com objetivo de discutir a marcação da nova data para as eleições legislativas na Guiné-Bissau.

Para Fernando Dias, Presidente em exercício do Partido da Renovação Social o chefe de estado desafiou os partidos políticos a apresentarem propostas sobre a caducidade da Comissão Nacional das Eleições.

“ A marcação da data não compete a nós. Mas estamos preocupados com a organização das eleições. Propomos ao Presidente da República para organizar a CNE [ caduca] e nos pediu que tenhamos iniciativa, que propusemos as propostas”, disse Fernando Dias.

Para Domingos Simões Pereira, o líder Partido Africana da Independência da Guiné e Cabo Verde “é da responsabilidade do presidente da República criar um governo que possa aliar com o povo guineense”.

“ Neste momento, não temos CNE [ caduca] e insistir em apresentar o quadro interino [da CNE] como estrutura credível [ para eleições] l, é fazer mais o mesmo, é mau. É preciso parar, é preciso que os partidos políticos sejam convidados produzir consenso necessário para que haja uma CNE credível e legal, e que tenha condições de acompanhar o processo “, explicou.

“ Em relação ao não cumprimento da data que tinha sido programada para eleições, é preciso dizer que estamos perante um governo incompetente, ilegal e incapaz. Também, é da responsabilidade do Presidente da República criar um governo que o povo guineense possa aliar uma entidade em condições de poder conduzir o processo “, frisou o líder dos libertadores.

Para o Marciano Silva Barbeiro do Movimento para Alternância Democrática [ MADEM G-15] “ não há inconveniência, o mandatao [ da CNE] cessou mas a função não cessou”.

“ Transmitimos ao Presidente da República de que MADEM G-15 está disponível que as eleições sejam realizadas em Maio de 2023. É preciso organizar o processo convenientemente “, disse Silva Barbeiro.

Sobre a caducidade de mandato de membros da Comissão Nacional das Eleições, o dirigente política afirmou que “ MADEM G-15 não viu nunhuma inconveniência, o mandato cessou, de acordo com a lei, a função ainda não acessou “.

O Governo guineense e os partidos políticos chegaram a um acordo para a realização das Eleições legislativas em 13 de maio de 2023, por entenderem impraticável a data [ 18 de Dezembro] fixada pelo Chefe de Estado Umaro Sissoco Embalo.

RTB/ E-Global/Mamandin Indjai

Artigos relacionados

Casa de Ntupé foi atacada “a tiros “por pessoas desconhecidas.

Casa de Ntupé foi atacada “a tiros “por pessoas desconhecidas.

A casa do advogado e analista jurídico Marcelino Intupé foi atacada a tiros esta noite (05.12) por pessoas desconhecidas, informou a Rádio Sol mansi. “Estas informações foram confirmadas por pessoas próximas à sua residência e por fontes policiais que...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE