Mulher Acusada de Traição é Agressivamente Punida
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Novembro 15, 2023

Novembro 15, 2023

RSM

Uma mulher com cerca de 35 anos de idade foi agredida e torturada pelo seu marido na aldeia de Sintcham Mama Samba, no setor de Bambadinca, na região de Bafatá, na zona leste do país. De acordo com relatos, a vítima foi acusada de traição pelo seu marido, que optou por amarrá-la como vingança.

A vítima sofreu dezenas de chicotadas e está atualmente a receber tratamento médico, enquanto o agressor continua em fuga. Segundo informações, a comunidade local está ciente deste caso, mas optou por não denunciá-lo.

Este é mais um exemplo chocante dos direitos das mulheres guineenses a serem violados, e a maioria delas continua a sofrer em silêncio, sem proteção social adequada ou intervenção das autoridades governamentais.

Desta vez, o caso foi denunciado por Sandji Seide, membro de uma organização de defesa dos direitos humanos na região de Bambadinca. Em entrevista à Rádio Sol Mansi (RSM), o ativista social informou que a vítima está a ser maltratada pelo seu marido de 44 anos, com quem tem 4 filhos.

Sandji explicou que, após suspeitar da traição, o marido trancou a esposa num quarto e a agrediu com dezenas de chicotadas, atingindo-a nas costas, na barriga e no peito.

“Ele torturou a esposa como se ainda estivéssemos na época da escravatura. A mulher está em estado de saúde muito grave e atualmente está a ser cuidada pela família, que também está a suportar os custos do tratamento médico.”

Sandji apela a uma ação judicial rápida para pôr fim à violência contra as mulheres guineenses, pois “cada vez que ocorre um caso semelhante, as autoridades não tomam medidas sérias, e assim os casos de violência contra as mulheres continuam a repetir-se”.

“Ao longo do tempo, foram apresentados vários casos às autoridades judiciais, mas até agora não obtivemos respostas. Lamentamos profundamente esta situação que ocorreu esta semana, mas houve várias situações aqui em Bambadinca que nos obrigaram a chamar a RENLUV e o comité, mas nada foi feito, apesar de serem organizações que defendem os direitos dos homens”, lamentou.

A RSM também tem conhecimento de que a vítima estava a ser alvo de violência durante vários dias, e alguns membros da mesma comunidade sabiam do que estava a acontecer, mas não reagiram nem denunciaram a situação.

De acordo com as imagens em posse da RSM, a vítima estava quase sem roupa e com várias feridas, algumas das quais parecem ser recentes, e estava a sangrar.

Quanto ao agressor, RSM tentou entrar em contacto tanto com as autoridades policiais como com a família, mas não obtivemos resposta. Sabe-se que o agressor fugiu quando soube que o caso tinha sido denunciado.

RTB/RSM

Artigos relacionados

Aumenta para 149 o Número de Mortos devido às Chuvas no RS

Aumenta para 149 o Número de Mortos devido às Chuvas no RS

CNN O número de pessoas mortas em consequência das chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul nas últimas duas semanas subiu para 149. De acordo com o balanço da Defesa Civil divulgado no início da noite desta terça-feira (14), o estado ainda registra 112 desaparecidos...

Primeiro-Ministro Eslovaco é Alvejado e Gravemente Ferido

Primeiro-Ministro Eslovaco é Alvejado e Gravemente Ferido

NPR PRAGA — O Primeiro-Ministro Eslovaco, Robert Fico, encontra-se em estado crítico após ter sido ferido a tiro durante um evento político na tarde de quarta-feira, de acordo com o seu perfil no Facebook. O líder 59 anos, foi atingido no estômago depois de quatro...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE