Estado-Maior dá ultimato aos oficiais militares sem funções para desacupar residências de serviço.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Julho 22, 2022

Julho 22, 2022

Segundo a rádio sol mansi, o Estado-maior das forças Armadas advertiu aos oficiais militares sem funções a desocuparem as residências das forças armadas, caso contrário serão usados meios coercivos para fazer cumprir a ordem.
A advertência do estado-maior foi transmitida hoje durante a conferência realizada no quartel general de Amura que tem como objectivo esclarecer a opinião pública sobre o comportamento dos oficiais-militares que perderam as suas funções, a mais de três anos, que não querem acatar a ordem dada de abandonar as casas militares.
Porta-voz do estado-maior igualmente chefe do gabinete do chefe Estado Maior, Samuel Fernandes, exortou os militares implicados, a cumprir o aviso.

“ Vários avisos foram emitidos pelo órgão de património de estado-maior das forças armadas, inclusive com a intervenção da inspecção das forças armadas, mas continuam a ocupar a revelia”, diz

adiantando que,

“ não queremos usar os meios coercivos para fazer a desocupação das residências, porque não abona o bom nome de um oficial que contribuiu durante longos anos para o serviço da defesa da pátria, mas também é claro que a lei é geral, abstracta e deve ser comprido por todos”

afirmou o porta-voz do estado-maior das força armadas.
Samuel Fernandes disse ainda que o não cumprimento das orientações, vão usar as medidas coercivas para fazer cumprir a ordem.

RTB/RSM

Artigos relacionados

Ansumane Djassi é o novo governador da região de Bafatá

Ansumane Djassi é o novo governador da região de Bafatá

O engenheiro agrónomo Ansumane Djassi Foi empossado hoje (18.08), novo Governador da região de Bafatá. A cerimônia de tomada de posse contou com a presença de algumas entidades públicas e religiosas da Região. O recém-empossado prometeu trabalhar em colaboração...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.