Junta do Níger Detém Políticos Seniores Após Golpe; FMI Monitoriza a Situação
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Julho 31, 2023

Julho 31, 2023

A junta que tomou o poder no Níger na semana passada deteve mais três políticos séniores do governo deposto na segunda-feira, segundo o seu partido, desafiando apelos internacionais para a restauração da democracia.

Em meio a dias de agitação, o Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou que está a monitorizar de perto os desenvolvimentos no Níger. No entanto, o FMI ainda não tomou nenhuma medida específica em resposta ao golpe.

O Banco Central regional, entretanto, cancelou a emissão de obrigações de 30 bilhões de CFA (51 milhões de dólares) do Níger, prevista para segunda-feira no mercado de dívida regional da África Ocidental, devido a sanções, segundo fontes.

A União Africana, a ONU, a União Europeia e outras potências condenaram a derrubada pelo golpe militar do presidente eleito Mohamed Bazoum – o sétimo golpe militar em menos de três anos na África Ocidental e Central.

O golpe que se desenrolou na quarta-feira aumentou os temores pela segurança da região do Sahel circundante. Os Estados Unidos, a antiga potência colonial França e outros estados ocidentais têm tropas no Níger e vinham trabalhando com o governo no combate a forças militantes ligadas ao Estado Islâmico e à Al Qaeda.

As forças da junta prenderam o ministro das minas do governo deposto, o chefe do partido no poder, e o ministro do petróleo Mahamane Sani Mahamadou, que também é filho do ex-presidente Issoufou Mahamadou, disse o Partido Nigerino para a Democracia e o Socialismo (PNDS-Tarayya).

O Ministro do Interior, o Ministro dos Transportes e um deputado já haviam sido detidos, acrescentou.

As detenções confirmam a natureza “repressiva e ditatorial” dos líderes do golpe, afirmou o partido numa declaração, pedindo aos cidadãos para se unirem para proteger a democracia.

O Presidente do Chade, Mahamat Idriss Deby, chegou ao Níger para tentar mediar entre os líderes do golpe e o governo deposto. No domingo, postou o que pareciam ser as primeiras imagens de Bazoum desde a tomada do poder, mostrando-o sorridente e aparentemente ileso. Deby afirmou estar a tentar “encontrar uma solução pacífica”, sem entrar em mais detalhes.

A União Europeia e a França suspenderam o apoio financeiro, enquanto os EUA ameaçaram fazê-lo.

Os líderes do golpe, que nomearam o General Abdourahamane Tiani, ex-chefe da guarda presidencial, como chefe de Estado, afirmaram que derrubaram Bazoum devido à má governança e ao descontentamento com a forma como ele lidou com a ameaça islamista.

O presidente francês Emmanuel Macron está em contacto com Bazoum, Issoufou, vários líderes regionais e organismos internacionais a tentar resolver a crise, disse o Palácio do Eliseu em comunicado na segunda-feira.

RTB/Reuters

Artigos relacionados

Kano, Nigeria/ O Parlamento da CEDEAO elege uma nova Presidente.

Kano, Nigeria/ O Parlamento da CEDEAO elege uma nova Presidente.

O Parlamento da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, reunido em Kano, na Nigéria, elegeu uma nova Presidente durante os trabalhos da Segunda Sessão Extraordinária da Sexta Legislatura.A nova Presidente é Memounatou Ibrahima, deputada do Togo, que...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE