Guiné-Bissau e Eni, gigante petrolífera italiana, selam parceria para intensificar exploração de hidrocarbonetos
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Maio 17, 2023

Maio 17, 2023

A Guiné-Bissau e a Eni, empresa petrolífera italiana, estabelecem acordo para impulsionar exploração de hidrocarbonetos

A Guiné-Bissau e a empresa petrolífera italiana Eni iniciam uma parceria focada nas áreas de exploração, soluções climáticas naturais, agricultura, sustentabilidade e saúde, conforme comunicado emitido hoje pela empresa italiana.

Este compromisso está incluído no Memorando de Intenções para a exploração de “áreas de colaboração potencial nos setores de exploração, soluções climáticas baseadas na natureza e na tecnologia, agricultura, sustentabilidade e saúde”, especifica a Eni.

“O objetivo deste memorando é avaliar soluções que promovam um crescimento sustentável do ponto de vista ambiental e apoio ao desenvolvimento das comunidades locais”, lê-se na nota.

A Eni esclarece que o acordo também contempla “a avaliação do potencial de exploração da área ‘offshore’ do país”.

Em retorno, a empresa italiana se compromete a “fortalecer os serviços de emergência e de cuidados intensivos”, tendo já entregue um primeiro lote de equipamento médico essencial ao Ministério da Saúde guineense, enquanto a Fundação Eni está a conduzir um estudo para melhorar a saúde materna e infantil no país.

A Eni, que no passado concentrou a sua estratégia na obtenção de gás russo, tem estabelecido novas alianças no continente africano desde o início do conflito na Ucrânia.

O primeiro item do seu mais recente Plano Industrial defende o reforço da “segurança energética” nacional através da diversificação geográfica e tecnológica, para o que planeia uma série de instalações na Líbia, na cidade árabe de Hail e na ilha de Ghasha, nos Emirados Árabes Unidos.

A empresa italiana também planeia ampliar a sua atividade no Golfo Pérsico, na Costa do Marfim, no Cazaquistão, em Angola e na região do Mediterrâneo Oriental.

Em janeiro, o presidente do conselho de administração da Eni, Claudio Descalzi, e o presidente da National Oil Corporation of Libya (NOC), Farhat Bengdara, assinaram em Tripoli um acordo no valor de 8 mil milhões de euros para a exploração e produção de petróleo e gás no país do Magreb.

RTB/Lusa

Artigos relacionados

PSG oficializa saída de Lionel Messi

PSG oficializa saída de Lionel Messi

O PSG anunciou oficialmente a saída de Lionel Messi, pouco antes da última partida da temporada no Parc des Princes, após duas temporadas contrastantes. Ao chegar ao fim de seu contrato em 30 de junho (e decidiu não renová-lo), o capitão argentino anunciou sua saída...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE