Governo e ONU, juntos para desenvolvimento sustentável.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Mamasamba Balde

Agosto 12, 2022

Agosto 12, 2022

A Ministra de Estado dos Negócios Estrangeiros, da Cooperação Internacional e das Comunidades abre a primeira Reunião Bi-Anual do Comité Director Conjunto do Quadro de Cooperação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e do Fundo de Construção da Paz, na companhia do Senhor Sr. Anthony Ohemeng-Boamah, Coordenador Residente do Sistema das Nações Unidas.

Suzi Carla Barbosa realça o quadro da Joint Steering Committee para o Quadro de Cooperação sobre sustentabilidade, desenvolvimento e investimento do Fundo de Consolidação da Paz na Guiné-Bissau que constitui um marco importante, para a definir a direcção estratégica clara e o monitoramento da implementação do Quadro de Cooperação, que alinhado com as prioridades do plano de desenvolvimento nacional 2021-2023 do Governo, ancorado, como contribuição das Nações Unidas para a realização da Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável.

A chefe da diplomacia garante que este importante instrumento de cooperação está inteiramente alinhado com as Prioridades Nacionais de Desenvolvimento (PDN) e resultou de um processo inclusivo, participativo e baseado em evidências, que visa colocar a Guiné-Bissau numa trajetória rumo ao desenvolvimento sustentável, à paz e à estabilidade.

“A implementação dos projetos vai contribuir de forma significativa para a consolidação da Paz no nosso país, através da facilitação do diálogo político, do reforço do sector da Justiça, da criação no seio dos órgãos de comunicação social de um ambiente profissional e sensível ao conflito, da promoção da participação das mulheres e dos jovens no processo político, bem como, de um apoio adequado na coordenação destes esforços”, afirma Carla Barbosa que lança um repto a todos para, num futuro próximo, atingir estes resultados almejados, particularmente pelos grupos alvos.

A Ministra de Estado Suzi Barbosa reafirma a determinação do Governo em superar os desafios, para o cumprimento da agenda 2030, para o desenvolvimento sustentável e, a Agenda Africana 2063, para o desenvolvimento dos africanos.

E recorda que que “com a assinatura no passado dia 11 de Agosto de 2021, do novo Quadro de Cooperação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (UNSDCF) 2022-2026, em substituição do Quadro de Parceria entre a Guiné-Bissau e o Sistema das Nações Unidas (UNPAF 2016-2020), abriu-se uma nova perspectiva de Cooperação mais abrangente em que, por um lado existe a envolvência de todas as Agências, Fundos e Programas das Nações Unidas, e por outro lado, a do Governo Guineense, da Sociedade Civil e do Sector Privado”.

O sistema das Nações Unidas disponibilizou em 2021, o montante de 549 milhões de dólares, cerca de 307 biliões de franco CFA, para apoiar o Programa “Hora Tchiga” 2022 – 2026.

//RTB

Artigos relacionados

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Reunidos em cimeira extraordinária esta quinta-feira, 22 de setembro de 2022, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, os Chefes de Estado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), decidiram impor sanções adicionais...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE