Governo acusa Batalhão do Palácio Presidencial de usar força Excessiva
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Dezembro 1, 2023

Dezembro 1, 2023

Lusa

A coligação governamental na Guiné-Bissau lançou hoje acusações contra o batalhão do Palácio Presidencial, alegando que este utilizou “força desproporcional e injustificada” durante os confrontos com a Guarda Nacional, relacionados com a detenção de dois membros do governo.

Uma fonte da Coligação Plataforma Aliança Inclusiva (PAI) – Terra Ranka, que preferiu não ser identificada, fez estas declarações à agência Lusa a partir de Bissau. A fonte considerou que os tiroteios que ocorreram durante esta madrugada e manhã na capital são “uma demonstração de força por parte da Presidência da República contra a Guarda Nacional, que estava apenas a proteger a vida de dois membros do governo”.

“Acreditamos que não há justificação para o uso desta força e para este nível de violência indiscriminada”, acrescentou a fonte, instando a comunidade internacional a solicitar uma intervenção da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), que mantém uma presença no país desde a tentativa de golpe de Estado de 1 de fevereiro de 2022.

RTB/Lusa

Artigos relacionados

Bamba Banjai detido na segunda Esquadra de Bissau

Bamba Banjai detido na segunda Esquadra de Bissau

O deputado da Nação e dirigente do Movimento para Alternância Democrática MADEM-G15, Bamba Banjai, foi detido esta terça-feira (27.02), após ser ouvido durante cinco horas, na Segunda Esquadra de Bissau. Fonte: cFm

1Comentarios

1 Comment

  1. pedro

    Afinal, quem ordenou à Guarda Nacional para retirarem da prisão preventiva, os governantes? Ninguém diz nada e tudo está em segredo porque a justiça não funciona e desrespeito pelas ordens constitucionais da República. Cada instituição faz o que bem entende e nada se passa.

    Reply

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE