Fernando Gomes: “nenhum país do mundo desenvolve sem o poder local organizado e forte”.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Setembro 7, 2022

Setembro 7, 2022

Ministro da Administração Territorial e Poder Local Fernando Gomes visitou esta quarta-feira (7.09) câmara de Águeda, no distrito de Aveiro, Portugal.

Em declaração a Lusa, Gomes disse acreditar que o país terá condições na realização para realizar primeiras Eleições Autárquicas no período máximo de dois anos.

“Creio que com o trabalho que pretendemos fazer vamos criar uma base para que no prazo de um ano e meio, dois anos no máximo, se possam organizar eleições autárquicas”, disse.

O govenante lembrou que “organizar as próximas eleições legislativas” é a única missão que o Governo guineense tem, no entanto disse ter assumido “abraçar o desafio” de preparar as bases para a realização de eleições.

“O tempo é muito curto, mas vamos tentar fazer alguma coisa nesse domínio, deixar as bases para que o novo Governo, que saia das próximas eleições legislativas antecipadas, marcadas para 18 de dezembro, possa de facto ter alguma coisa para avançar com o processo de organização autárquica no país”. Frisou.

Contudo, Fernando Gomes admitiu que se trata de uma tarefa “muito difícil”, na medida em que a Guiné-Bissau, nos 48 anos de independência, ainda não conseguiu realizar autarquias.

O ministro guineense sublinhou ainda que entendeu que o país devia avançar rapidamente com a organização do poder local, com protexto que “nenhum país do mundo consegue desenvolver-se, sem o poder local organizado e forte”.

“É esse aspeto que falta no nosso país”, observou, afirmando: “Tudo está concentrado em Bissau, as oito regiões do país encontram-se praticamente arrasadas. Não há vida. Não há desenvolvimento. Não há nada, infelizmente”. Concluiu.

RTB

Fonte: Lusa

Artigos relacionados

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Reunidos em cimeira extraordinária esta quinta-feira, 22 de setembro de 2022, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, os Chefes de Estado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), decidiram impor sanções adicionais...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE