Docentes Universitários não estão preparados para lecionar, aponta o estudo.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Junho 8, 2022

Junho 8, 2022

Um estudo realizado na Guiné-Bissau aponta que a maioria dos professores universitários guineenses não estão preparados em termos académicos para lecionar

O estudo “Diagnóstico do Ensino Superior e Investigação Científica: oportunidades e recomendações” lançado, hoje, foi realizado pela Fundação Fé e Cooperação, financiado pela União Europeia, visa aprofundar o conhecimento já existente sobre a temática na Guiné-Bissau.

Carlos Cardoso, um dos investigadores e igualmente diretor do centro do Estudo Amílcar Cabral, disse que para colmatar esta situação o Estado tem que apostar na formação dos quadros nacionais.

Em representação do ministério do ensino Superior e Investigação Científica, Eugénio Luntã, diz acreditar que o estudo ora lançado vai impulsionar os jovens a frequentarem o ensino superior sem terem que deslocarem ao estrageiro para o efeito.

A embaixadora da União Europeia, Sónia Neto, garante que apostar no ensino superior é apostar no crescimento pessoal e no aumento de competências profissionais dos jovens guineenses que, segundo disse, constituem o motor de desenvolvimento no país.

RTB/RSM

Artigos relacionados

Nuno Gomes Nabiam reeleito como novo presidente de APU-PDGB

Nuno Gomes Nabiam reeleito como novo presidente de APU-PDGB

Nuno Gomes NABIAM foi reeleito este domingo, como novo presidente da Assembleia do Povo Unido — Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), com 944 votos que correspondem a 95 por cento, para mais um mandato de quatro anos.O segundo mais votado, Agostinho Sanhá,...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.