Comunicação social desempenha um grande papel na consolidação e fortalecimento do Estado do Direito
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Bantaba

Outubro 21, 2023

Outubro 21, 2023

Secretaria de Estado de Comunicação defende a continuidade do diálogo plural na formação de uma Opinião pública responsável.

A Secretaria de Estado de Comunicação social defendeu esta quarta-feira, 18, a continuidade de diálogo plural na formação de opinião pública responsável, apelou recurso as leis para dirmir os conflitos ligados ao setor.

A intenção foi tornada a pública pelo Diretor-geral de Comunicação social Carlos Emerson Gomes na abertura Espaço Aberto [ Bardadi ki firkidja], que termina hoje (20.10) em Bissau, e que juntou jornalistas de todas as Rádios, Jornais e televisões do país.

“A comunicação social desempenha um grande papel na consolidação e fortalecimento do Estado Democrático e de Direito. Peço a união e trabalho conjunto para ajudar a comunicação social a melhorar cada vez mais o desempenho. Para isso, temos que ajudar para que a comunicação social trabalhe de acordo com a Lei e com os regulamentos vigentes, aconselho que, sempre que surgirem situações de desrespeito aos direitos dos cidadãos e instituições, se deve fazer recurso à lei para dirimir as diferenças”, disse.

A Secretaria de Estado da Comunicação Social, defendeu ainda “a continuidade do aprofundamento do diálogo plural, de forma construtiva e responsável e preconiza o desenvolvimento de uma política informativa que assegura o pluralismo de expressão assente na formação de uma opinião pública informada, patriótica, crítica e responsável”.

O dirigente enalteceu o Projeto Fórum de paz, que segundo ele “colocou espaço aberto à consulta pública numa prova inequívoca de elevação e valorização das ideias da sociedade para que a comunicação social funcione como um veículo de Educação que contribua para o Estado Democrático”.

“Ao apresentar o debate do espaço aberto, deixo claro que o propósito não é falar da RDN, da TGB, da ANG, da Rádio Popular, do Jornal O Democrata, ou qualquer órgão. “Queremos falar do papel da nossa comunicação social na construção do Estado Democrático e de Direito. Não faremos avaliação alguma, os guineenses sabem o que nós temos, vamos falar, sobretudo, da nossa contribuição sobre o que devia ser a nossa comunicação social, seja ela pública ou privada. O Espaço Aberto, é contribuir para o Estado Democrático e de Direito, bem como promover o cumprimento das obrigações constitucionais pelos órgãos de comunicação social e pelos jornalistas”, anotou.

De acordo com o governante “o Espaço Aberto, deve assegurar a existência de um serviço de comunicação social promotor da unidade na diversidade e garante dos princípios e valores da liberdade, igualdade de tratamento, informação plural, dignidade da pessoa humana e respeito pelas diferenças, tolerância, decência e observância do princípio do contraditório”, segundo ele “a Secretaria de Estado da Comunicação Social, espera que o Espaço Aberto sobre a temática da comunicação social contribua para um ambiente democrático, de liberdade e de competição política leal e de respeito pelas diferenças e que a comunicação social tem um papel [importantíssimo] a desempenhar na relação de acalmar os espíritos e de ser uma comunicação pedagógica”.

“A comunicação social deve conservar o seu papel de informar, formar, educar, sensibilizar e de consolidar a paz no país. Os órgãos de comunicação social no país têm enfrentado “grandes dificuldades” no desempenho das suas funções, com destaque para a questão da liberdade editorial dos órgãos”, sublinhou Emerson Gomes.

Para ele “a comunicação social tem a responsabilidade e a função social de educar, principalmente no que diz respeito ao fortalecimento da democracia e da construção de uma sociedade livre. A Secretaria de Estado da Comunicação Social, espera uma nova atitude dos meios de comunicação social no tratamento de todos guineenses, bem como as instituições”.

O ESPAÇO ABERTO é um instrumento que possibilita a criação de espaços interativos de debate e reflexão, onde os participantes se propõem a debater de forma aprofundada e a apresentar propostas/recomendações concretas sobre temas previamente escolhidos. No formato do espaço aberto, os participantes passam da posição de espectadores para protagonistas do processo, com vista à geração de novas ideias e ao debate franco e aberto de soluções concretas.

Para este espaço aberto que termina hoje, foi escolhida como temática central, a comunicação social, com vista a promover o debate e a reflexão sobre a atual situação das médias e do jornalismo na Guiné-Bissau e a apresentação de propostas que contribuam para que se alcance a excelência.

CJFP

Artigos relacionados

Armando Lona detido pela polícia.


Armando Lona detido pela polícia.

O  Coordenador da Frente Popular, Armando Lona, está detido pelas forças de ordem, na sequência da manifestação pacífica deste sábado, 18, em Bissau. Também, para além da Presidente da Associação Juvenil para Promoção e Defesa dos direitos humanos, a CFM soube da...

Gibril Bodjam detido em Gabú

Gibril Bodjam detido em Gabú

Ativista Social Gibril Bodjam detido esta manhã pela Policia de Ordem Pública de Gabú durante conferência de  imprensa na sequência da marcha...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE