CEDEAO insta Burkina Faso, Mali e Níger ao Diálogo e à reconciliação em meio a preocupações de saídas da comunidade 
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Geraldo C

Fevereiro 9, 2024

Fevereiro 9, 2024

A CEDEAO instou Burkina Faso, Mali e Níger a darem prioridade ao diálogo e à reconciliação no meio das preocupações de potenciais saídas da Comunidade

O órgão regional que tomou esta posição na conclusão da sua sessão extraordinária do Conselho de Mediação e Segurança (MSC) a nível ministerial que teve lugar em Abuja Nigéria no dia 8 de fevereiro de 2024, salientou a necessidade crítica de diplomacia e unidade face aos desafios regionais.

Na conclusão da sessão, o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Nigéria e presidente do MSC, embaixador Yusuf Tuggar, disse que a decisão de Burkina Faso, Níger e Mail de se retirar da comunidade apresentou mais um desafio, no entanto, os membros estão animados pelo espírito de cooperação para resolver isto desafio que defende os valores da comunidade.

Ele acrescentou que “Devemos levar adiante o impulso gerado nesta sessão e continuar os nossos esforços para nos envolver com os Estados-Membros interessados no espírito de compreensão e reconciliação”.

O embaixador Tuggar sublinhou o impacto prejudicial que a retirada de Burkina Faso, Mali e Níger poderia ter nos seus cidadãos.

Ele enfatizou que “a escolha destes três países para sair da CEDEAO não só traria dificuldades para o seu povo, mas também minaria os esforços de integração regional”, afirmou o embaixador Tuggar.

Ele reforçou ainda mais o compromisso da CEDEAO com o diálogo, a diplomacia e a reconciliação como a pedra angular de sua abordagem para resolver disputas dentro da comunidade.

Abordando as implicações de tais decisões no processo de integração mais amplo, o embaixador Tuggar caracterizou-as como um pequeno revés, em vez de uma completa interrupção da integração africana. Ele enfatizou o movimento significativo e interconexão de pessoas dentro da região da CEDEAO, enfatizando a força das atuais conquistas de integração apesar das dificuldades atuais.

Além da integração regional e diplomacia, a sessão do conselho centrou-se na questão premente do terrorismo. Uma decisão significativa foi o apelo à ativação da Força de Estandby da CEDEAO para combater a ameaça existencial do terrorismo que paira sobre a comunidade, incluindo Burkina Faso, Mali e Níger. Apesar da imposição de sanções, a CEDEAO continuou a apoiar estes países nos seus esforços de luta contra o terrorismo.

O Presidente da Comissão da CEDEAO, S.E. Dr. Omar Alieu Touray afirmou que a CEDEAO continua empenhada em refletir as aspirações dos seus cidadãos para uma governação responsável e democrática.

“Nós mudámos da CEDEAO dos Estados para a CEDEAO dos povos, onde as exigências de governação democrática e transparência são primordiais”, afirmou o Dr. Touray. Ele ressaltou a dedicação da organização em promover esses ideais em todos os estados-membros.

Como a sessão concluiu, a CEDEAO reiterou a sua dedicação em promover a boa governação, fortalecer as instituições e garantir o bem-estar dos seus cidadãos. A comunidade está unida em seus esforços para o diálogo, reconciliação e combate ao terrorismo, incorporando o espírito de cooperação e unidade que define a CEDEAO.

//RTB

Artigos relacionados

JUADEM quer reconsideração da decisão do partido de manter no Governo

JUADEM quer reconsideração da decisão do partido de manter no Governo

De acordo com a carta da coordenação de Juventude dirigida ao coordenador Nacional do Movimento para Alternância Democrática MADEM-G15 que a Rádio TV Bantaba teve acesso, a referida organização do partido sustentou a sua carta o seguinte: -Restrição das liberdades...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE