As aulas só iniciarão depois dos pagamentos dos salários em atraso.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Redação

Setembro 15, 2022

Setembro 15, 2022

Em resposta ao despacho do governo, de 25 de agosto, que visa não só a suspensão de contratação de novos professores e pessoal de saúde como também a não promoção e requalificação dos educadores vinculados ao estado, o presidente do Sindicato Nacional dos Professores, Domingos de Carvalho, salientou que o início das aulas só será possível apos o pagamento dos salários em atraso do ano letivo anterior.

Na lista das exigências também esta o pagamento dos novos ingressados que apenas receberam 90 dias do seu pagamento no ano anterior. A luta do sindicato abrange certa de 2600 profissionais.

O responsável máximo do SINAPROF avisou ao pessoal docente para não se preocupar com as medidas do governo e aconselhou os professores licenciados a entregarem uma carta de pedido de requalificação ao ministério de educação juntamente com os seus certificados.
“as medidas do governo publicados no despacho são contra a lei e violam o Estatuto de Carreira Docente, por isso acabarão por ser revogado”, reforçou Carvalho.

RTB/Lusa

Artigos relacionados

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Reunidos em cimeira extraordinária esta quinta-feira, 22 de setembro de 2022, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, os Chefes de Estado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), decidiram impor sanções adicionais...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE