Área Social: Sindicatos da Educação e saúde criam “Frente Social”
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Mamasamba Balde

Setembro 12, 2022

Setembro 12, 2022

Teve lugar esta segunda-feira (12.09) na Sede da União Nacional dos Trabalhadores da Guiné, a assinatura do Acordo Intersindical, denominado Frente Social que junta os Sindicatos do Setor da Educação e saúde.

“Com objetivo de criar sinergias na luta pelos Direitos laborais e dignificação de servidores públicos, em particular professores e técnicos de Saúde, terá lugar esta segunda-feira (12.09), pelas 10 horas a assinatura de “Acordo Intersindical” entre os sindicatos do setor da Educação ( FRENTE COMUM) e os da Saúde que será designado “FRENTE SOCIAL”. Informou Frente Comum dos professores na nota.

O Governo guineense emitira um despacho, onde tinha ordenado a suspensão de entradas de novos funcionários públicos em obediência ao acordo com Fundo Monetário Internacional para a redução de défice de saldo primário nas finanças públicas.

No setor de Saúde mais de mil técnicos de Saúde Novos Ingressos foram suspensos dos serviços. No despacho do Ministro da Saúde Pública, para além de ter revogado a colocação de Técnicos de Saúde Novos Ingressos admitiu a realização de concurso público.

” Continuar controlo das despensas com impacto na massa salarial, nomeadamente, suspensão de novas admissões, contratações, reclamações, equiparações, promoções, movimentações de pessoal diplomático, mudanças de categoria e todas as cabimentações de verbas”.

Lê -se no despacho do governo.

“ Doravante , a admissão dos médicos e paramédicos no sistema da Saúde será feita em função das vagas e mediante um concurso público “.

Garantiu o Ministro da Saúde Pública  guineense.

Na sexta-feira passada, na Conferência de Imprensa conjunta, os Sendicatos do setor da Educação e saúde desafiaram o executivo guineense “a suspender os subsídios milionários aos responsáveis de órgãos da soberania “.

RTB

Artigos relacionados

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Reunidos em cimeira extraordinária esta quinta-feira, 22 de setembro de 2022, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, os Chefes de Estado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), decidiram impor sanções adicionais...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE