Ministra da justiça diz que instituição dos direitos humanos deve ser competente para promover a justiça.
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Tidjane Cande

Abril 4, 2022

Abril 4, 2022

A Ministra da Justiça e Direitos Humanos da Guiné-Bissau afirmou, esta segunda-feira, que não se pode falar do estado de direito sem que indicadores da dignidade das pessoas humanas sejam refletidos em políticas públicas.

Teresa Alexandrinha da Silva disse que o governo atribuiu a situação dos direitos humanos no seu programa a grande importância.

Ainda por outro lado da Silva afirmou que uma instituição dos direitos humanos deve ser um órgão público competente para promover e proteger as mesmas.

//RTB – RSM

Artigos relacionados

Nuno Gomes Nabiam reeleito como novo presidente de APU-PDGB

Nuno Gomes Nabiam reeleito como novo presidente de APU-PDGB

Nuno Gomes NABIAM foi reeleito este domingo, como novo presidente da Assembleia do Povo Unido — Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), com 944 votos que correspondem a 95 por cento, para mais um mandato de quatro anos.O segundo mais votado, Agostinho Sanhá,...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.