JUSTIÇA: ministério público ordena prisão de um cidadão estrangeiro acusado de burla
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Tidjane Cande

Abril 28, 2022

Abril 28, 2022

O Ministério Público ordenou a prisão preventiva de um cidadão português acusado de ter recebido somas avultadas em dinheiro sob promessas de visto de viagem a Portugal.

Estas informações foram avançadas à Rádio Sol Mansi por uma fonte judicial que sustenta que os trabalhos foram conseguidos graças ao empenho do departamento de in formação policial e de investigação criminal com o Ministério Público conforme o termo de recebimento de cerca de 100 passaportes que já estão na posse das autoridades judiciais.

O suspeito, segundo a mesma fonte, cobrava entre um milhão a dois milões e meio de francos cfa para cada visto. A mesma fonte adianta ainda que estas promessas do suposto burlão nunca terão concretizado a promessa.

“Ele recebia esta avultada soma em dinheiro e não dava visto de viagem”, explica a nossa mesma fonte.

Além dos passaportes, o departamento de in formação policial e de investigação criminal do Ministério do Interior encontraram bilhetes de identidade, cédulas pessoais e cartões de vacina internacional dos presumíveis clientes e que estavam na posse do suspeito.

A fonte judicial conta-nos ainda que o Ministério Público e o departamento de informação policial e de investigação criminal estão a investigar o mesmo individuo que alega ser médico de profissão.

No entanto, as autoridades judiciárias confidenciaram que, até neste momento, nada foi encontrado evidências que certificam que o suspeito realmente é um profissional formado na área da saúde.

//RTB- RSM

@TIDJANE CANDE

Artigos relacionados

Ministra de justiça quer novo estabelecimento prisional

Ministra de justiça quer novo estabelecimento prisional

A ministra da Justiça e dos Direitos Humanos afirmou que pretendem reabilitar ou fazer uma construção imediata de um estabelecimento prisional com condições mínimas que permita boas condições de habitabilidade aos prisioneiros. Teresa Alexandrina Silva disse ainda...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.