Veteranos da guerra exigem pensão mensal de 250 mil CFA

A associação dos combatentes e veteranos da luta da libertação pela independência da Guiné-Bissau exigiram esta terça-feira, em nota de imprensa, que pretendem receber  uma pensão mensal num valor de 250 mil francos CFA ( correspondente a 381 euros).

No documento, os homens da guerra revelaram também que as viúvas devam ter direito a um subsídio mensal até que consigam um novo casamento.

Segundo à Lusa, os antigos combatentes destacaram a insensibilidade de alguns políticos face à essa situação, acrescentando que a maioria dos seus membros vive na precariedade.

A associação propôs ainda ao parlamento a adoção de uma legislação no sentido de criar fontes de rendimento a favor dos combatentes, como um selo dos combatentes.

Aos órfãos dos guerreiros, a organização pediu atribuição de pensão de sobrevivência até aos 18 anos.

De referir que nas últimas sessões, os parlamentares voltaram a aprovação de uma proposta de lei para a melhoria das condições de vida dos veteranos da luta pela independência da Guiné-Bissau.

VJ

Share via
Copy link
Powered by Social Snap