TGB nega ter recebido ordens para não cobrir regresso do Coordenador do MADEM-G15
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Tidjane Cande

Junho 22, 2022

Junho 22, 2022

A Direcção da Televisão da Guiné-Bissau (TGB), em nota de esclarecimento, nega ter recebido ordens para não cobrir o regresso ao país do coordenador do Movimento para Alternância Democrática (MADEM- G15) Braima Camará, depois de dez meses em Portugal.

A Direcção da TGB justificou a sua ausência com a sua nova politica de linha editorial, no âmbito da qual eventos meramente políticos deixaram de ser prioridade.

O líder do Movimento para Alternância Democrática Braima Camará criticou, sábado, a ausência da cobertura jornalística da TGB, do seu regresso ao país após mais de dez meses em Portugal.

No comício popular que marcou o seu regresso ao país, Braima Camará criticou “a situação da liberdade de imprensa na Guiné-Bissau e a censura da Televisão da Guiné-Bissau (TGB).

“Essa decisão, segundo a nota da TGB, foi explicitamente publicada à 28 de Abril do ano em curso”, refere a única televisão do país.

A direcção da TGB diz que não recebe ordens da presidência, da prematura e muito menos do ministro da Comunicação Social ,em matéria de cobertura jornalística, e nega que tenha recebido ordens para não cobrir o regresso de Braima Camará.

“Pois a TGB só responde à lei e aos seus estatutos”, diz em nota a direcção daquele órgão de comunicação social público.

//RTB- ANG

Artigos relacionados

Nuno Gomes Nabiam reeleito como novo presidente de APU-PDGB

Nuno Gomes Nabiam reeleito como novo presidente de APU-PDGB

Nuno Gomes NABIAM foi reeleito este domingo, como novo presidente da Assembleia do Povo Unido — Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), com 944 votos que correspondem a 95 por cento, para mais um mandato de quatro anos.O segundo mais votado, Agostinho Sanhá,...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.