Guineense eleito Melhor Treinador do ano de Ténis na Suécia

O guineense Tomé Sanhá foi ontem, galardoado com o Diploma de Mérito como o melhor treinador da camada jovem de Ténis, na Suécia.

A iniciativa foi da Federação Sueca de Desportos e Tenis que decidiu atribuir o prémio ao atleta, pelo grande trabalho que tem desenvolvido a nível de formação e capacitação de jovens tenistas.

Nascido à 2 de Março de 1961, Sanhá deixou o país que o viu nascer em 2000, rumo a tabanka de Olof Palm.

O guineense, natural de Mansoa, também vai receber o prémio monetário no valor de 20 mil coroas suecas, cerca de dois mil euros.

Tomé Sanhá, a viver em Estocolmo há 21 anos, é treinador da modalidade de alta competição, possui nível 3 de formação e é formador de treinadores no Complexo Desportivo Sportägen Tennis Club, em Kärrtorp, Suécia.

Em declarações à RTB, Tomé não escondeu a satisfação pela distinção, admitiu ficar surpreso com a escolha, prometeu mais trabalho e por últimoagradeceu aos pais dos jovens, a equipa técnica, a família e a Federação Sueca de Ténis.

O professor era conhecido na sua terra natal, Guiné-Bissau, como desportista polivalente que já praticou várias modalidades, desde futebol à voleibol, de ténis à basketbol, passando pela ginástica massiva.

O antigo guarda-redes da seleção nacional de futebol juniores da Guiné-Bissau, que tem como passatempo a música (DJ), começou a praticar ténis entre 1977-78, pelas mãos da professora luso-caboverdiana Nuna Oliveira.

Ainda no seu país, Sanhá treinou grandes figuras da nossa praça como o falecido presidente guineense João Bernardo Vieira Nino, malogrados poeta e ex-dirigentes Hélder Proença e Bartolomeu Simões Pereira, o político e deputado Agnello Augusto Regalla e o escritor, jornalista e poeta António Soares Lopes “Toni Tcheka “.

Na Guiné-Bissau, Tomé foi professor da Educação Física, na Escola Nacional de Educação Física e Desportos (ENEFD), selecionador nacional de Ténis durante dez anos e ainda Diretor Técnico da Federação da mesma modalidade.

De salientar que, como selecionador principal conquistou vários títulos e prémios, foi finalista vencido em Moçambique frente a seleção portuguesa e campeão nacional no Toneio da CPLP, disputado na Guiné-Bissau, em 1995.

VJ

Share via
Copy link
Powered by Social Snap