CEMGFA quer jovens patriotas nas forças armadas, guarda nacional e polícia

Na Guiné-Bissau, celebrou-se ontem, segunda-feira, 16.11.20, o dia nacional das Forças Armadas.

Por ocasião à efemeride, o chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas guineense, general Biagué Na Tan afirmou que o país tem de ter jovens criados com patriotismo.

O líder castrense que discursava na cerimónia de trasladação dos restos mortais do antigo presidente da República, o malogrado “Nino” Vieira para a Fortaleza da Amura, sede do Estado-Maior das Forças Armadas, disse também que os militares e paramilitares condenam os golpes de Estado.

De acordo com à Lusa, o país tem de ter patriotas nas forças armadas, na guarda nacional e na polícia.

O general guineense sublinhou que os anos entre 2014 e 2020 foram marcados pela estabilidade e pelo respeito do poder político e da Constituição.

Biaguê Na Ntam referiu ainda que “os benefícios obtidos pela ausência de sobressaltos além da estabilidade foi a cooperação que tiveram com outros países que os apoiaram”.

Por fim, o responsável destacou três principais objetivos que deseja concretizar durante o seu segundo mandato, nomeadamente manutenção da paz e estabilidade, reabilitação das estruturas militares e criação de escolas.

VJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link
Powered by Social Snap