Sobre Nós

Sobre Nós
Primeiro logotipo da Rádio Bantaba di Djumbai feito por Breymen Beth.

As emissões da Rádio Bantaba foram pela primeira vez para o ar no dia 24 de Setembro de 2011. No entanto, a ideia de criar a Rádio online já tinha surgido há alguns anos atrás. Tudo surgiu devido à ausência de qualquer plataforma onde, exclusivamente, se pudesse acompanhar tudo sobre a Guiné-Bissau. Não havia um meio de comunicação que alcançasse a comunidade Guineense em geral e que levasse a voz da diáspora Guineense a ser ouvida no mundo inteiro, e em particular pelos governantes. Existiam alguns esforços nesse sentido, mas com muitas limitações.
Era necessário criar uma emissora onde os guineenses na diáspora pudessem acompanhar assuntos relativos ao seu país, e não só. Era preciso dar a voz aos seus irmãos que se encontram em diferentes cantos do mundo, para que pudessem exprimir as suas preocupações. E a rádio, neste caso, seria o elo de ligação entre todos. Nesta conjuntura, a Rádio Bantaba encontrou um terreno fértil para o seu extraordinário crescimento.
Inconformado com a situação de escassez e limitação de mídia Guineense, o jovem Suleimane Camara (Sulay Camara), atual Administrador da Rádio Bantaba – na altura residente na cidade de Providence no estado de Rhode Island nos EUA, pensou nessa possibilidade de criar uma plataforma online para colmatar a situação e preencher o vazio nesse domínio de comunicação. Resolveu, na altura, chamar o seu amigo Anizio Indami, também ele recém-chegado do Brasil, e com quem partilhava o apartamento. Com ele partilhou a ideia e o projeto que tinha em mente, que era efetivamente a criação de uma rádio guineense para Diáspora. Sem hesitação abraçaram o projeto, com toda serenidade.

 

Não foi fácil o início do projeto. Na altura contactaram vários técnicos para ajudar na concretização deste projeto, mas sempre sem sucesso. Ironia do destino, Sulay Camara na altura a viver em Nova Iorque, reencontrou o seu primo-irmão, Breymen Beth, em Agosto de 2011, que é especialista na área e, a partir daí, o cenário ganhou força e conseguiu vias abertas para a sua concretização. Breymen aceitou a proposta e, em menos de um mês, o website e o streaming estavam integrados e tudo estava a funcionar. Depois de longas noites, e muito trabalho, em Setembro de 2011, a Rádio Bantaba fez a sua primeira emissão online. Passados 6 anos ainda continua em pé, e o impacto está a ser tremendamente positivo em todos os aspetos que se pretendam analisar, e vistos de todos os ângulos.
Hoje a Rádio Bantaba conta com profissionais da área da comunicação e tem criado muitos programas educativos, culturais, e de entretenimento, entre outros. Cada vez mais estamos empenhados em formar, e informar, a comunidade Guineense espalhada pelos quatro cantos do mundo, nas mais variadas vertentes. A Bantaba não é só uma emissora de rádio, é também um lugar de encontro dos guineenses no qual reina um verdadeiro espírito de familiaridade e amizade entre todos os que lá trabalham, porque afinal, todos juntos, somos melhores e mais fortes. Pela experiência própria, e sem medo de errar, podemos hoje dizer que qualquer cidadão que tiver esse objetivo e oportunidade, pode desenvolver um projeto semelhante, mesmo que não tenha nenhuma formação na área. Acreditem que para fazer um bom trabalho, não é necessariamente obrigatório possuir formação, mas sim vontade de aprender e de trabalhar.
Agradecemos a todos os nossos ouvintes, telespectadores e parceiros em geral. Sem vocês o nosso percurso seria muito difícil, ou praticamente impossível. Vamos continuar a trabalhar juntos e unidos. Contamos com a participação de todos, esperando pelas vossas criticas e sugestões. Só assim conseguiremos atingir os nossos objetivos e cumprir a nossa promessa de tirar a comunidade Guineense do isolamento dando-lhe a voz que precisa e merece. Atenciosamente, Equipa da Radio Bantaba di Djumbai (Radio TV Bantaba)

 

 

Estatuto Editorial

A RTB nasceu por iniciativa independente e livre de cidadãos guineenses residentes na diáspora, por isso, não surgiu ligado nem pertence a qualquer formação política (princípio apartidário) ou grupos de interesses instrumentais. Assim, somos órgão de comunicação autónomo, livre e plural onde os guineenses na diáspora e residentes no país podem procurar a verdade dos factos de que precisam para o exercício das suas escolhas.

LIBERDADE DE EXPRESSAO – a RT Bantaba defende os princípios de liberdade de expressão e condena qualquer tipo de pressão e/ou censura por este motivo para o exercício e cumprimento da sua missão informativa perante os guineenses e/ou o público em geral. Revê-se na imprensa livre e independente do poder político e poder económico, pressuposto por que a instituição pugna com lisura e intransigência inabalável.
No exercício da liberdade de imprensa e capacidade crítica, a RT Bantaba apenas obedece os limites definidos pela deontologia, dignidade humana e ética profissional que rege a atividade de imprensa. Só esses. No entanto reconhece-se o limite do espaço da vida privada dos cidadãos.

SENTIDO DE RESPONSABILIDADE – a RT Bantaba alia-se com enorme sentido de responsabilidade, talento e criatividade às tecnologias de comunicação (emissão online de rádio, televisão e imprensa online) para ligar, aproximar e quebrar barreiras entre os guineenses dentro e fora do país; entre as dinâmicas sociais e civilização dos povos de lá e os de cá.

PLURALIDADE – a RT Bantabá considera a existência de uma opinião pública esclarecida, plural e atuante fundamental para a edificação e consolidação de uma sociedade democrática, aberta e global. Pensando na riqueza sociocultural da Guiné-Bissau, a RTB prioriza informação diversificada que abarca os vários setores de atividade que vão ao encontro das motivações e interesses do seu público plural.

INDEPENDENCIA EDITORIAL – a nossa independência editorial não se deixa condicionar pelos ciclos do poder, que se traduz na nossa coerência histórica de cidadania independente, da capacidade e sentido crítico, por isso damos prioridade as ocorrências que são do interesse do nosso público independentemente de quem esta no poder demarcando-nos de jornalismo puramente seletivo, mercantil, baixa e sensacionalista.
A seleção, posição/lugar e publicação das notícias obedecem apenas tão só o critério da importância efetiva da peça, não as ideológicas de quem escreve, escolhe e edita.

OBJETIVIDADE – distinguimos a objetividade da informação de opiniões, no âmbito do pluralismo, identificadas e assinadas por quem as defende.

APARTIDARISMO – a par do apartidarismo, da independência do poder político e económico, da objetividade e pluralismo de ideias, não abdicamos da participação construtiva da sociedade livre, aberta e respeitadora dos direitos e liberdades de cada um.
A RT Bantaba tem como princípio de existência a sua credibilidade pública e se por ventura algo nos impedir de o fazer, as portas da estacão encerarão, pois ficamos desprovidos dos princípios pelos quais nos regemos.

15 de Abril de 2020

O Plenário da Rádio Tv Bantaba

Sulay Camara – CEO da RTB (Radio Tv Bantaba)