Guiné-Bissau: Governo despede mais de mil técnicos de Saúde
© Radio TV BantabaAll Rights Reserved

Por: Mamasamba Balde

Setembro 6, 2022

Setembro 6, 2022

O Governo guineense suspendeu mais de mil técnicos de Saúde Novos Ingressos.

O despacho do Ministro da Saúde Pública explicou que “doravante a admissão pessoal da saúde deve ser feito mediante a existência de vagas e através de concurso público”. No documento Dionísio Cumba apontou para a “necessidade de observância de existência de vaga, disponibilidade financeira para pagamento do técnico e autorização do Ministério da Função Pública”.


Em reação, Déncio Fernandes O coordenador do coletivo de novos técnicos admitidos em 2021 no Sistema da Saúde Pública da Guiné-Bissau, “Governo guineense mandou embora” mais de mil profissionais da Função Pública o que afeta de forma direta mais de 1.200 técnicos”.

Os impactos poderão ser verificados em todo pais, no Hospital Nacional Simão Mendes por exemplo, revelou o responsável.

“Essa situação vai deixar uma lacuna enorme no Simão Mendes e pensamos que brevemente o Governo vai sentir o impacto”, defendeu o responsável, que não afasta a hipótese de greves e vigílias do pessoal médico, contando com os efetivos no sistema”.

Ressaltou. 

Dencio Florantino Ié disse ter dado orientação para o abandono dos serviços.

“Demos orientações a todos os técnicos a nível nacional para que abandonem o serviço. O Estado está a dizer que não somos úteis, afinal o despacho já tinha sido assinado quando ainda estávamos a trabalhar”.

Déncio Fernandes disse que a estrutura que coordena manteve reuniões de concertação com dois sindicatos do setor da saúde com os quais afirmou vão lutar “até que o Governo reconsidere a sua posição”.


RTB
Fonte: Lusa

Artigos relacionados

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Nova Iorque: CEDEAO decide impor sanções contra a Guiné Conakry

Reunidos em cimeira extraordinária esta quinta-feira, 22 de setembro de 2022, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, os Chefes de Estado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), decidiram impor sanções adicionais...

0Comentarios

0 Comments

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE