O rapper nascido no Brooklyn, Pop Smoke, foi morto a tiros dentro de uma casa de vários milhões de dólares no proeminente bairro de Hollywood Hills, em Los Angeles, no início da quarta-feira, disseram várias autoridades policiais de alto escalão à ABC News.

Os policiais responderam ao quarteirão de 2000 da Hercules Drive pouco antes das 16h30, depois que um número desconhecido de suspeitos entrou na casa e atirou no jovem de 20 anos, cujo nome verdadeiro é Bashar Barakah Jackson, segundo a polícia de Los Angeles.

Ele foi transportado para um hospital da região, onde foi declarado morto.

Pelo menos um suspeito usando uma máscara de esqui preta foi visto pela última vez fugindo a pé na Hercules Drive.

Pop Smoke foi recentemente preso por promotores federais no centro do Brooklyn por supostamente roubar um Rolls-Royce preto de 2019 que ele havia emprestado para um videoclipe na Califórnia.

Ele foi um dos cinco rappers que o NYPD impediu de se apresentar no festival de hip-hop Rolling Loud, no Queens, em outubro passado, porque estavam “afiliados a atos recentes de violência em toda a cidade”.

ABC/RADIOBANTABA